28/03/2009

As três árvores

Essa história dá uma ótima peça teatral.
Estou ensaiando com meus alunos de
E.B.D. para apresentação no culto
especial de páscoa.
Vamos confeccionar o cocho,
o barco e a cruz com papelão.
Posto as fotos quando estiver
tudo pronto.
Havia, no alto da montanha,
três pequenas árvores que sonhavam
no que seriam depois de grandes.
A primeira, olhando as estrelas, disse:
- Eu quero ser o baú mais precioso
do mundo, cheio de tesouros. Para tal,
até me disponho ser cortada.
A segunda olhou para o riacho e suspirou:
- Eu quero ser um grande navio para
transportar reis e rainhas.
A terceira árvore olhou o vale e disse:
- Quero ficar aqui no alto da montanha
e crescer tanto, que as pessoas,
ao olharem para mim, levantem
seus olhos e pensem em Deus.
Muitos anos se passaram e certo dia
vieram três lenhadores pouco ecológicos
e cortaram as três árvores,
todas ansiosas em serem transformadas
naquilo que sonhavam.
A primeira árvore acabou sendo
transformada num cocho de animais,
coberto de feno.
A segunda virou um simples e pequeno
barco de pesca, carregando pessoas
e peixes todos os dias.
E a terceira, mesmo sonhando em ficar
no alto da montanha, acabou cortada em
grossas vigas e colocada de lado num depósito.
E todas as três se perguntavam desiludidas
e tristes: - Para que isso?
Mas numa certa noite, cheia de luz e de
estrelas, onde havia mil melodias ao ar, uma
jovem mulher colocou seu neném recém nascido
naquele cocho de animais. E de repente,
a primeira árvore percebeu
que continha o maio tesouro do mundo.
A segunda árvore, anos mais tarde, acabou
transportando um homem que acabou dormindo
no barco, mas quando a tempestade quase
afundou o pequeno barco, o homem levantou
e disse ao mar revolto: Sossegai!
E num relance, a segunda árvore entendeu
que estava carregando o Rei dos Céus e da Terra.
Tempos mais tarde, a terceira árvore espantou-se
quando suas vigas foram unidas em forma de
cruz e um homem foi pregado nela, pois,
fora condenado à morte mesmo sendo inocente.
Logo, sentiu-se horrível e cruel, mas depois,
o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore
entendeu que nela havia sido pregado um
homem para salvação da humanidade, e que
as pessoas sempre se lembrariam da Aliança
do Cordeiro ao olharem para ela.
Adaptação da História "As Três Árvores", editada pela APEC

5 comentários:

Ritiiiiinha disse...

OLÁ!
este blog é D+!
Pegue o selinho no meu baú. está postado no dia 1-3-09, para ser + fácil entre pelas "chaves do baú" e seleccione "prémio".
Beijinhos

Janete Gomes disse...

Amei esse texto e vou trabalhar ele com meus alunos do 4º ano. Beijos.

prof Sandra Nádia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
prof Sandra Nádia disse...

PASSE NO MEU E DE SUA OPINIÃO. BJS

Dryka disse...

Amiga Adriana no meu blog tem um presentinho para você, passa la e confira.